A PNL e o Modelo Milton Erickson

Emerson Pacheco

A programação neurolinguística surgiu na Universidade da Califórnia (EUA) no final dos anos 60 e início dos anos 70 com John Grinder e Richard Bandler. O foco original da PNL foi o estudo dos padrões fundamentais da linguagem e técnicas de três terapeutas renomados e bem-sucedidos: Dr. Milton Erickson (hipnoterapia), Fritz Perls (gestalterapia) e Virginia Satir (terapia familiar sistêmica).

Mais tarde, os padrões descobertos foram adaptados visando proporcionar uma capacidade pessoal de se comunicar de forma mais efetiva e também a realização de mudanças.

Grinder e Bandler ficaram estupefatos quando ouviram falar que um norte-americano do Arizona era capaz de promover a cura de pacientes, em poucas sessões.

Erickson, psiquiatra que passou a maior parte de sua vida confinado a uma cadeira de rodas, era capaz de ajudar pacientes com doenças psicossomáticas graves a se curarem quase instantaneamente, utilizando seu enorme poder de observação e uma forma incomum de se comunicar.

Durante sua vida, Erickson foi conhecido como o principal practitioner mundial da hipnose médica. Ele foi o presidente fundador da Sociedade Americana da Hipnose Clínica. O registro clínico de Erickson foi surpreendente pelo número de diferentes tipos de problemas médicos e psiquiátricos de que foi capaz de tratar com sucesso – tanto com como sem o uso da hipnose. A criatividade de Erickson e o seu poder de observação foram legendários e suas técnicas formaram a base de todo um estilo de procedimentos terapêuticos e hipnóticos.

Grinder e Bandler viajaram para a Califórnia e observaram por muitas semanas a Erickson atendendo seus pacientes, como se comunicava, seus gestos, sua linguagem corporal.

Os padrões de linguagem que descobriram ficaram registrados no livro “Os Padrões Hipnoterápicos de Linguagem de Milton Erickson”, volumes 1 e 2. Mesmo Milton Erickson ficou surpreso com o resultado do livro.

No prefácio, ele afirma que os dois autores haviam conseguido dizer melhor do que ele mesmo seria capaz de fazê-lo qual era o método que Erickson utilizava para promover a cura natural dos pacientes.

Um grande número das principais técnicas da PNL foram inspiradas pelo trabalho hipnótico de Erickson, incluindo a dissociação V-C (uma técnica usada por Erickson tanto para a indução do transe como para o controle da dor), ressignificação (falando para a parte inconsciente da pessoa), ancoragem (estabelecendo pistas pós-hipnóticas), mudança da história pessoal (a partir das técnicas de regressão hipnótica) e ponte ao futuro (derivada da técnica hipnótica da pseudo-orientação no tempo).

Esses padrões hipnóticos de linguagem e a forma de acessar o inconsciente de maneira indireta para ajudar o paciente a usar os recursos internos de aprendizado para resolver seus problemas aparentemente insolúveis passou a ser chamada pela PNL de “Modelo Milton”.

O modelo Milton é indireto, contornando as resistências naturais do paciente, evitando frases diretas ou diretivas, e ao invés disso, usando uma linguagem ambígua, respeitosa, não invasiva, incompleta, que permite ao paciente preencher as lacunas da linguagem a partir do seu rico universo interior, e não de acordo com as crenças ou “verdades” do terapeuta.

O modelo Milton de comunicação fortalece o vínculo entre paciente e terapeuta e aumenta a confiança do paciente na sua própria capacidade de construir soluções novas para seus problemas a partir de seu próprio aprendizado e experiências, muitas vezes por um processo inconsciente, natural.

Algumas frases indiretas que são exemplos do “modelo Milton” de se comunicar.

“Eu não quero que você pense…”
(indiretamente, faz com que a pessoa comece a pensar nisso)

“Não se sinta obrigado a…”
(Sugere que a pessoa pode fazer isso, quando quiser)

“Não decida agora. Pode decidir depois, quando estiver mais à vontade.”
 (sugere que a pessoa é capaz de tomar essa decisão, quando quiser)

“Não resolva… agora”
(sugere que a pessoa pode resolver esse problema quando quiser)

“Não pense muito na idéia de escrever sete frases usando esse padrão”           
(planta-se a idéia de escrever as sete frases na mente da pessoa, indiretamente)

A estratégia mais fundamental e importante empregada por Erickson era o processo de “espelhar e conduzir”. Erickson era um mestre em encontrar seus clientes em seus próprios modelos empobrecidos do mundo, espelhando seu modo de pensar e então, elegantemente, os conduzindo para uma maneira mais útil para organizar as suas experiências.

Estudando a PNL e o modelo Milton, você também pode aprender a se comunicar de maneira eficaz e persuasiva, de forma a ajudar a você mesmo e às pessoas à sua volta a resolverem seus problemas, acessando um estado mental repleto de recursos conscientes e inconscientes.

Emerson Pacheco
Trainer em PNL e Terapeuta ericksoniano
CRP 05/29600

Referências:
Wikipedia
www.golfinho.com.br

Leave a Reply